Edinho Engel-Oficial.jpg

Edinho Engel
Amado (BA) e Manacá (SP)

Ancorado no litoral da Bahia e de São Paulo, o chef conta sua trajetória e fala sobre gestão de negócios no Congresso Abrasel | Mesa ao Vivo Brasília

Um mineiro bom de prosa que há 30 anos comanda o restaurante Manacá, no litoral de São Paulo, e que decidiu também se aventurar pela Bahia, com o restaurante Amado, em Salvador. É assim que Edinho Engel gosta de dizer quem é e o que faz. De alma empreendedora, o chef e empresário se diz também um eterno aprendiz. E não é para menos: a sólida carreira, segundo ele, foi construída “com alguma sorte e muito trabalho”. No dia 15 de agosto, ele sobe ao palco em uma imperdível palestra no 30º Congresso Abrasel | Mesa ao Vivo Brasília para dividir sua experiência no setor de alimentação fora do lar com os participantes do evento.

“É sempre bom ouvir o percurso de sucesso de alguém que está no mesmo ramo. Ouvir as dicas do que funciona e o que não dá certo, saber como contornar as dificuldades e aproveitar os momentos oportunos. Vai ser uma conversa estimulante”, adianta.

Trajetória

Nascido em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, Edinho se mudou na adolescência com a família para São Paulo. Depois de trabalhar como funcionário do Metrô, abriu o bar Fazenda Mineira, no final da década de 1980, que virou point de artistas e intelectuais, pela localização ao lado da lendária casa de shows Lira Paulistana. “Aí descobri que gostava do assunto. De um mineiro que entendia de porco, pamonha e galinha, passei a conhecer mais sobre pratos com peixes”, brinca.

Em 1989, Edinho decidiu morar numa área tranquila do litoral paulistano e abrir o Manacá. “Comecei fazendo cafés da manhã, depois marmitas. Em pouco tempo, o negócio já virou um restaurante e estamos aí até hoje”, conta o empresário esbanjando simplicidade. “Fui aprendendo aos poucos. Era uma época sem internet, com poucas escolas de gastronomia. A abertura dos portos nos anos 90 facilitou a entrada de produtos importados e soubemos aproveitar”, completa.

O sucesso foi tanto que em 2006 o espírito de aventura falou mais alto. Em Salvador, ele inaugurou o restaurante Amado, especializado em cozinha contemporânea brasileira. Perguntado se a escolha do nome foi em homenagem ao escritor baiano Jorge Amado, o chef ri e desconversa. “É uma palavra bonita. Quem não gosta de ser amado, não é?”.

Além de falar sobre a sua trajetória, Edinho promete no Congresso Abrasel | Mesa ao Vivo Brasília tocar em um ponto desafiador aos empresários: a gestão do negócio no cenário atual. “Vivemos um tempo onde há uma dificuldade enorme para empreender. É uma questão de sobrevivência”, conta.

Para garantir seu lugar na palestra de Edinho Engel no Congresso Nacional Abrasel e Mesa ao Vivo Brasília, clique aqui. Os associados Abrasel têm 50% de desconto nas inscrições com o código SOUABRASEL2018. O evento acontece nos dias 15 e 16 de agosto, no Centro Universitário IESB – Asa Sul.

O 30º Congresso Nacional Abrasel e Mesa ao Vivo Brasília é uma realização da Abrasel em parceria com o Mundo Mesa|Prazeres da Mesa e o Centro Universitário IESB. Os patrocínios são da Alelo, Ambev, Cielo, Coca-Cola Brasil, Ecolab, Philip Morris Brasil, Sodexo, Souza Cruz e Ticket. Os apoiadores são Fispal Food Service, Pitú e Senac. O jornal Correio Braziliense e as revistas Prazeres da Mesa e Bares & Restaurantes são os parceiros de mídia. O evento tem ainda a parceria com a Unecs. Confira a programação completa em www.congressoabrasel.com.br
 

Palestra

Quando? Dia 15 de Agosto, das 17h45 às 18h45
Onde? No Grande Auditório do IESB

Serviço

Fórum 30º Congresso Nacional Abrasel
15 e 16 de agosto | IESB – Campus Edson Machado