João Diamante1-Oficial.jpg

João Diamante
Chef e executivo do restaurante Fazenda Culinária (RJ) e criador do projeto Diamantes na Cozinha

Badalado chef carioca fala sobre seu projeto social Diamantes na Cozinha e diz que objetivo é criar um produtivo elo de parceria entre empresários e funcionários

Um jovem brasileiro, criado em uma favela, e que, devido ao talento, fez sucesso trabalhando na Europa. Esse script facilmente poderia descrever a história de um jogador de futebol, mas quis o destino e o empenho de João Diamante, que essa fosse a síntese da brilhante trajetória de um chef de cozinha que saiu do Rio de Janeiro para conhecer o mundo. Hoje, aos 25 anos, ele é o chef executivo do Fazenda Culinária, restaurante do Museu do Amanhã. No dia 16 de agosto, João sobe ao palco do 30º Congresso Nacional Abrasel | Mesa ao Vivo Brasília para falar sobre liderança e gestão de talentos – e também sobre o projeto social Diamantes na Cozinha, fundado por ele.

Do Andaraí para Paris

A carreira de João Augusto, o Diamante, começou precocemente. Aos sete anos de idade ele começou a assar pães, às escondidas, em uma padaria no Complexo do Andaraí, no Rio. Entre o misto de alimentar a paixão e ajudar nas contas de casa, o menino nunca mais largou o amor pelas panelas. Com 18 anos, na Marinha, teve o primeiro contato com uma cozinha industrial. Lá, foi reconhecido por comandantes e autoridades públicas pelo talento gastronômico. 

Incentivado pelo comandante do batalhão, João decidiu se especializar na área. Fez um curso técnico em nutrição e se formou em gastronomia. Enquanto estudava, foi selecionado para atravessar o Atlântico e fazer um estágio no Le Junes Verne, o restaurante da Torre Eiffel, em Paris.

Mesmo sem dominar o francês e passando por dificuldades de adequação em um primeiro momento, João Diamante se destacou. Seu trabalho despertou curiosidade no lendário chef Alain Ducasse. Focado em seguir seu sonho, ele declinou a proposta de trabalho feita pelo próprio cozinheiro francês e imediatamente decidiu criar seu projeto social Diamantes na Cozinha, que visa a transformação social por meio da gastronomia.

Sua ideia é que as pessoas tenham a oportunidade de serem “lapidadas”, como ele foi um dia. O projeto se resume a seis meses de curso gratuito, nos quais o aluno, jovem ou adulto, aprende desde o cultivo de alimentos até a finalização de um prato. A capacitação tem servido de ponte para indicar os alunos para trabalhar nos restaurantes do Rio de Janeiro e oferece cursos nas áreas de Gastronomia, Hotelaria e Coquetelaria.

Crítica construtiva

Segundo João, seu primeiro objetivo no projeto é ajudar a gastronomia brasileira. Para ele, o segredo está “na base”. Ou seja, nos funcionários da cozinha que estão sendo formados hoje. No panorama geral, ele destaca a parceria. “Quero mostrar ao empresário que vale a pena fazer o acompanhamento da evolução do funcionário dentro da empresa. Dar cesta básica no final do mês e plano de saúde e falar que está ajudando o funcionário já tá batido”. 

Segundo João, é hora de o empresário fazer mais pelo seu funcionário, como por exemplo, criar um plano de carreira. “Olhar no olho e perguntar com sinceridade como tá a vida dele. Às vezes, o ajudante de cozinha já trabalhou vários finais de semana seguidos e tem um tempão que não vê a família. Vai lá e dá dois dias de folga pro cara e vê como ele volta depois. Volta ligadão porque sabe que o trabalho foi reconhecido”, afirma. 

Cuidar é a tática para o funcionário produzir melhor. “É fundamental a gente estar feliz. A gente tem mania de tirar tudo do funcionário, só tira. Daí chega um momento que você vai tirar e ele não vai render mais nada, porque exauriu”, diz. Para João, a gastronomia brasileira tem tudo para estar em primeiro lugar. “Temos ingredientes maravilhosos, milhares de técnicas próprias. Se evoluirmos o mercado, nada vai parar a gente”, finaliza.

Para garantir seu lugar na palestra de João Diamante no Congresso Nacional Abrasel e Mesa ao Vivo Brasília, clique aqui. Os associados Abrasel têm 50% de desconto nas inscrições com o código SOUABRASEL2018. O evento acontece nos dias 15 e 16 de agosto, no Centro Universitário IESB – Asa Sul.

O 30º Congresso Nacional Abrasel e Mesa ao Vivo Brasília é uma realização da Abrasel em parceria com o Mundo Mesa|Prazeres da Mesa e o Centro Universitário IESB. Os patrocínios são da Alelo, Ambev, Cielo, Coca-Cola Brasil, Ecolab, Philip Morris Brasil, Sodexo, Souza Cruz e Ticket. Os apoiadores são Fispal Food Service, Pitú e Senac. O jornal Correio Braziliense e as revistas Prazeres da Mesa e Bares & Restaurantes são os parceiros de mídia. O evento tem ainda a parceria com a Unecs. Confira a programação completa em www.congressoabrasel.com.br

Palestra

Quando? Dia 16 de Agosto, das 11h45 às 12h45
Onde? No Grande Auditório do IESB

Serviço

Fórum 30º Congresso Nacional Abrasel
15 e 16 de agosto | IESB – Campus Edson Machado